top of page

Sete passos para construção de um bom currículo


Por: Amanda Nobre


Créditos: Freepik

Você sabe como criar um bom currículo para se candidatar à aquela vaga sonhada? O currículo deve ser claro, objetivo e focado na área em que você está buscando. Esta é uma grande oportunidade para você se apresentar para empresas e recrutadores. O currículo vitae é uma “isca” para fisgar o recrutador e avançar para a entrevista de emprego desejada. Nele, você deve “vender-se” de forma atraente e assertiva.


Talvez você nem imagine, mas seu currículo pode ter sido descartado por falta ou excesso de informações. Importante não esquecer de que o empregador vai selecionar para a entrevista aquele candidato que melhor conseguir chamar a atenção através de um currículo apropriado. Bora começar?

A estrutura de um currículo é composta por: dados pessoais, objetivo profissional, habilidades e conhecimentos, formação acadêmica, idiomas, histórico profissional, cursos e informações adicionais (quando aplicável).

1- Dados pessoais

Insira seu nome completo, cidade e estado e seus dados de contato, conforme o exemplo:


2- Objetivo/Posicionamento

Campo importante, devendo indicar o nível do cargo e a área em que se está buscando. Aqui, o recrutador será norteado sobre o seu interesse almejado.


Em cargos específicos em que não há variações de uma empresa para outra, por exemplo: farmacêutico, contador ou enfermeiro, pode-se colocar a própria nomenclatura do cargo.

Mas atenção, para não colocar áreas muito divergentes como marketing e financeiro, pois pode levar o recrutador a entender que você está “atirando para todos os lados”, prejudicando a sua imagem profissional.

3- Habilidades e conhecimentos Coloque seus diferenciais, conhecimentos e habilidades, não é a descrição das suas atividades, mas o que você está apto (a) a entregar.

Organize em blocos, parágrafos iniciando com palavras como: vivência/expertise/habilidade/competência/experiência/conhecimento.


4- Formação Acadêmica e Idiomas

Na formação acadêmica, informe o nome da instituição de ensino, curso e ano da conclusão ou a previsão, se for o caso. Se estiver cursando, informe o semestre de previsão de conclusão.

Em idiomas, coloque somente se tiver conhecimento a partir do intermediário, domínio básico não tem relevância para o currículo.


5- Histórico Profissional

Neste campo, há duas maneiras de descrever sua experiência: funcional ou cronológica.


A forma funcional é recomendada quando há muitas mudanças de empresa ou áreas de trabalho, neste caso, o ideal é caprichar no resumo das qualificações e na passagem pelas empresas, não sendo necessário descrever as atividades, informar somente o nome das empresas, cargo e período em que trabalhou.

  • Por exemplo: informando o segmento em que atua, porte e origem (Ex: Itaipu Binacional);

  • No caso de ter atuado em diversos cargos na mesma empresa ou ter sido promovido (a), é importante informar essa evolução de carreira;

  • Vale ressaltar para quem se reportava e tamanho da equipe;

  • Na descrição das atividades, busque utilizar a forma culta, em terceira pessoa;

  • O cargo deve ter uma nomenclatura utilizada no mercado, caso seja um cargo muito específico da empresa em que trabalhou ou trabalha, faça uma pesquisa de vagas que contenham a descrição de atividades semelhantes e realize uma adaptação, dessa forma, o mercado vai reconhecer você para a posição que tem interesse e experiência.

Por outro lado, a forma cronológica tem maior aceitação no mercado (experiências ficam em ordem cronológica, das mais recentes para as mais antigas), também há a descrição das atividades e realizações nas passagens pelas empresas.

6- Cursos Complementares

Cursos complementares são um diferencial: nome do curso, instituição de ensino, carga horária e ano da realização.



7- Informações Adicionais

Neste campo, você pode incluir trabalhos voluntários, disponibilidade para mudança e se quiser informar idade, estado civil e se tem filhos. Além disso, pode incluir especificidades para realização do seu trabalho como: CRC ativo/ transporte próprio, etc.


Bônus

  • O currículo é um lugar para fazer uma reflexão sobre sua carreira, experiências profissionais, pontos fortes, principais conhecimentos e habilidades adquiridos e suas principais realizações;

  • Pesquise seu mercado alvo, verifique em quais segmentos e empresas seu perfil é mais competitivo e dê uma atenção especial a elas;

  • Não coloque dados pessoais desnecessários como número de documentos e detalhes do endereço.

  • Coloque foto e pretensão salarial somente quando solicitados;

  • Tenha objetividade: cuidado para não escrever demais e seu currículo ficar parecendo uma redação;

  • Preste atenção para que não haja informações desatualizadas/incorretas (principalmente datas de entrada e saída de empresas);

  • Não é necessário informar competências comportamentais, pois serão avaliadas na entrevista;

  • Não exagere nem minta sobre seu nível de conhecimento em idiomas, por exemplo;

  • Revise dados e ortografia, tenha atenção aos detalhes quanto à estrutura de seu currículo, ele deve ser de fácil visualização, utilize sempre um corretor de texto.

Para o primeiro emprego ou para quem não tem tanta experiência profissional

Importante ressaltar experiências na faculdade, estágios, cursos, trabalhos voluntários, aptidões e habilidades.

  • Trabalhos voluntários são bastante valorizados pelas empresas;

  • Cursos mostram que você é uma pessoa que busca sempre aprender e melhorar;

  • Atividades em grupo: vale atuação em centro acadêmico, bandas musicais ou até mesmo experiência como atleta;

  • Trabalho de conclusão de curso: ele fez parte do seu desenvolvimento e formação profissional. Comente sobre o tema desenvolvido, os desafios e resultados.

  • Extra: se você escreveu um livro, tem canal no youtube, blog ou algo do gênero, vale inserir a URL ou QR code no CV.

Portanto, nunca devemos ter apenas um modelo de currículo, pois a depender da vaga, cabe enfatizar algumas habilidades e conhecimentos em detrimento de outros. Baixe aqui um modelo de currículo para dar o primeiro passo na sua carreira!

Sobre a Estágio Fácil: A Estágio Fácil é um agente de integração de estágio, pertencente à Universidade Patativa, uma organização do terceiro setor que atua como agente de integração na esfera pública em todo o país há mais de 20 anos. Já contratamos mais de 200 mil estagiários e atualmente temos mais de 24 mil Termos de Compromisso de Estágio (TCEs) ativos em todo o Brasil.


コメント


bottom of page